Healing Dance

A Healing Dance é como receber uma dança em dez passos, sem qualquer tipo de esforço, apenas desfrutando. A denominação de cura vem dessa capacidade de revitalizar o corpo através de uma sequência de movimentos. Este tratamento foi desenvolvido inicialmente por Alexander George, em 1993.

water dance

Desenvolvido por Arjana Brunschwiler e Aman Schroter nos anos 80, é também conhecida por Wasser Tanzen ou WATA. Caracteriza-se por movimentos mais dinâmicos, coordenados com a respiração e elementos de massagem, Aikido, ondulações, inversões, dança e imersões gentis (com a ajuda de um nose clip).

Fascia e a experiência somática na água

Marina Sans

Esta viagem

começa com o encontro com Marina Sans, fundadora do Liquid Cosmos, um estilo muito particular, desenvolvido por esta deusa das águas, mestra de Aguahara e eterna curiosa sobre os mistérios que envolvem o nosso corpo. Um deles é a fascia, uma camada que é como uma rede, que se encontra em todas as partes do corpo (entre  a pele e os músculos, entre os ossos) e que guarda em si uma sensibilidade especifíca, objecto das investigações de Marina. Receber esta terapeuta no Liquid Zome é não só um prazer pela sua energia e companhia, como também pela sua capacidade de partilhar conhecimento, com e sem palavras, apenas observando a forma como trabalha a sua arte.

Fonte de vida

A importância da água e a enorme amplitude dos seus benefícios podem ser entendidos de tantas maneiras. No Liquid Cosmos, esse entendimento vai mais profundo. Tem uma leitura da experiência no campo fisiológico, terapêutico e artístico. É como uma dança, mas pensada para tocar nos pontos mais relevantes da fascia. Quem nos leva pelas águas e nos conduz em movimentos, tem uma consciência de toque diferente. Para isso, é preciso sentir as necessidades e estado em que se encontra a pessoa que recebe a sessão. Perceber se está muito cansada ou pelo contrário com muita energia, se tem algum problema físico que a incomode ou apenas um enorme desejo de relaxar. Lá dentro, como por magia, vamos descobrir sempre mais. E às vezes o que está a mais tem de sair cá para fora. É a tal transcedência das águas e o seu poder curativo. Pode ir sempre mais longe e surpreender.

Ouvir o corpo

Os múltiplos estados de consciência e percepção, os motores de acção e emoção, a dinâmica dos braços, pernas, tronco, cabeça, tudo isso são factores avaliados numa sessão fluída focada no elemento fascia. Daí o seu carácter somático, em que o objectivo é aliviar o corpo e a mente de tensões e mau-estar, de maleitas e perturbações, que tantas vezes se encontram escondidas. Neste tipo de investigação e exploração da educação somática, há toda uma viagem ao corpo humano, a todos os orgãos e ao universo completo que cada um de nós reúne. Quanto mais se estuda sobre a experiência somática a partir da fascia, mais caminho se abre para novos movimentos e novas sensações dentro de água.

 

Aguahara

Aguahara

Voo aquático

Explorar as nossas capacidades dentro de água é algo muito compensador. Sentir até onde vai o poder de um relaxamento profundo, de nos entregarmos aos movimentos suaves e fluídos é altamente libertador. A sensação após uma sessão é de um enorme bem-estar. Mas não é só naquele momento que sentimos essa revitalização. Os dias que se seguem são diferentes, como se aquele voo nos levitasse durante algum tempo, nos retirasse o peso, com um conforto raro. Entre todas as terapias que existem, aguahara é das que mais explora essa tranquilidade para o corpo e para a mente.

A origem

Hara é a palavra japonesa que significa o centro de tudo, o início do movimento, o foco. Aguahara é uma técnica de terapias aquáticas desenvolvida por Alex Sieberstein. Na génese desta terapia há muito silêncio e meditação, há movimento e flutuação e há uma enorme reconexão connosco e com o ambiente que nos rodeia. Baseia-se no fluir do corpo e não tanto na pressão do toque nos músculos. Deste fluir resultam várias coisas boas: relaxamento profundo, alívio de dores musculares, leveza, regenaração do sistema nervoso ou estimulação sanguínea, entre tantas outras. Pode ser aplicada em qualquer pessoa, mesmo que não saiba nadar. As sessões são adaptadas às necessidades ou disposição de cada um. É recomendada para quem precisa de se libertar rapidamente de tensões. No LiquidZome, uma das pessoas que segue esta linha de terapia é a nossa querida Rita Malddonado. Experimentem!