Aguahara

Voo aquático

Explorar as nossas capacidades dentro de água é algo muito compensador. Sentir até onde vai o poder de um relaxamento profundo, de nos entregarmos aos movimentos suaves e fluídos é altamente libertador. A sensação após uma sessão é de um enorme bem-estar. Mas não é só naquele momento que sentimos essa revitalização. Os dias que se seguem são diferentes, como se aquele voo nos levitasse durante algum tempo, nos retirasse o peso, com um conforto raro. Entre todas as terapias que existem, aguahara é das que mais explora essa tranquilidade para o corpo e para a mente.

A origem

Hara é a palavra japonesa que significa o centro de tudo, o início do movimento, o foco. Aguahara é uma técnica de terapias aquáticas desenvolvida por Alex Sieberstein. Na génese desta terapia há muito silêncio e meditação, há movimento e flutuação e há uma enorme reconexão connosco e com o ambiente que nos rodeia. Baseia-se no fluir do corpo e não tanto na pressão do toque nos músculos. Deste fluir resultam várias coisas boas: relaxamento profundo, alívio de dores musculares, leveza, regenaração do sistema nervoso ou estimulação sanguínea, entre tantas outras. Pode ser aplicada em qualquer pessoa, mesmo que não saiba nadar. As sessões são adaptadas às necessidades ou disposição de cada um. É recomendada para quem precisa de se libertar rapidamente de tensões. No LiquidZome, uma das pessoas que segue esta linha de terapia é a nossa querida Rita Malddonado. Experimentem!

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Leave A Comment

Artigos Relacionados

Shira Maim Haim

Shira Maim Haim

WATER DANCE – Hidroterapeuta Nasceu e tem vivido em Israel e desde 2012 que vem fazendo o seu percurso profissional e espiritual ligada à água. As suas áreas de investigação (Hidroterapia) e relacionamento com a aprendizagem do trabalho aquático tem sido pelo Watsu, Watsu para recém-nascidos, Water Dance e Fluid Presence.  Nos últimos anos, tem estudado e realizado pesquisas com

Ler mais >>
Hugo Paulino

Hugo Paulino

SOMATIQUA – Terapia Aquática Integrativa Começou o seu percurso aquático em 2014, participando desde então em várias formações de Watsu, Water Dance, IAT (Pre Natal Journey) e em vários workshops de Watsu. Frequentou ainda formação avançada em Psicoterapia Somática e Massagem terapêutica (Shiatsu). Enquanto autodidata aprofundou práticas de libertação somato- emocional e de respiração. Todo este aprendizado serviu de base

Ler mais >>
Tiago Paraíso

Tiago Paraíso

Flydeeper – Aquatic Healing Arts As terapias com água são a sua paixão. A “estrada” da vida trouxe-o para este caminho. Depois de uma lesão grave que o deixou limitado nos movimentos das costas, apenas com as práticas das terapias aquáticas se conseguiu curar. Este processo foi tão transformador na sua vida, que desde então tem estado conectado na sua

Ler mais >>
Wtaer rebozo

Water Rebozo

Na sua essência, o rebozo é uma arte ancestral de apoio às grávidas, que consiste no envolvimento da zona abdominal e lombar em panos, processo que proporciona um enorme conforto e flexibilidade às mães em todas as fases da gravidez, parto e pós-parto. O nome tem origem na língua espanhola e deriva da palavra xaile, sendo que no México se

Ler mais >>
Fran

Francesco Carocci

Aguahara – Aqua Fascia Italiano de nascença, mas cidadão do mundo, Francesco Carocci, o Fran, tem uma experiência de 15 anos de terapias complementares e de bem-estar. É um curador por intuição, a sua vida tem sido dedicada a descobrir e aprofundar as várias vertentes de trabalhar o corpo e a mente de uma forma holística.   Fisioterapia, osteopatia, massagens

Ler mais >>
Conversas na água

Vamos falar?

  “O silêncio dentro da bolha é um dos impactos mais significativos para quem recebe uma terapia aquática, pois permite ouvir os batimentos cardíacos, combinado com o relaxamento do sistema nervoso e um convite único para habitar uma frequência cerebral específica e exclusiva, semelhante à que temos quando acordamos de um sono. Neste artigo, desejamos explorar as razões para abrir

Ler mais >>